Deserto de Marrakech

Deserto de Marrakech

O Deserto do Saara tem mais de 9 milhões de quilômetros quadrados de extensão, o que significa que tem quase o mesmo tamanho que a China.

Embora muita gente se refira ao Deserto de Marrakech como tal, a verdade é que ele não existe. O deserto ao qual nos referimos ao falar do Deserto de Marrakech é o Deserto do Saara, a zona árida mais extensa do mundo

Os países que engloba são Argélia, Tunísia, Marrocos, Saara Ocidental, Mauritânia, Mali, Níger, Líbia, Chad, Egito e Sudão.

Devido aos milhões de visitantes anuais que atrai, Marrakech é o principal ponto de partida para o Deserto do Saara de Marrocos.

As duas zonas mais importantes do Deserto do Saara Marroquino são Zagora e Merzouga.

Deserto de Zagora

O Deserto de Zagora é mais árido e com menos dunas que Merzouga. A vantagem principal de Zagora é que está mais perto de Marrakech, por isso é o lugar mais apropriado para fazer excursões curtas, de dois dias e uma noite.

De Marrakech até Zagora há uns 360 quilômetros de distância, um trajeto que leva cerca de 7 horas para ser percorrido. Como são feitas várias paradas, o passeio se torna interessante e não é tão pesado quanto poderia parecer. 

Deserto de Merzouga

O Deserto de Merzouga é a parte mais impressionante do Deserto do Marrocos e é a que mais se parece à ideia que temos de deserto. Embora as dunas de países como Argélia e Líbia sejam consideradas melhores, as dunas de Erg Chebbi, ao sul de Merzouga, chegam aos 150 metros de altura e não ficam atrás.

De Marrakech até Merzouga há cerca de 550 quilômetros de distância que levam mais de 10 horas para serem percorridos, por isso o normal é dormir uma noite na metade do caminho, tanto na ida quanto na volta.

Que deserto visitar?

Se o tempo e o dinheiro não são um problema, o ideal é fazer uma excursão de 4 ou 5 dias ao Deserto de Merzouga. É o lugar mais bonito e a viagem, embora mais longa, é mais tranquila pela maior duração e pelas diversas paradas do trajeto. As paisagens que se percorrem durante os dias da excursão valem tanto a pena quanto o deserto em si. Lugares como Ait Ben Haddou, o Vale do Roses, as Gargantas dos Dades, o Vale do Fraa e as Gargantas do Todra são surpreendentes.

Se, por outro lado, você quiser dedicar menos dias para a excursão, visitar Zagora é o melhor e a única maneira de poder dormir uma noite em uma tenda de beduínos no meio do deserto. Como para ir a Ouarzazate o caminho é o mesmo que para visitar Merzouga, nessa excursão também são visitados lugares importantes como Ait Ben Haddou, por isso o trajeto é igualmente muito interessante.

Como são as excursões?

O deserto não deve ser visto como o único objetivo da viagem e, como dissemos anteriormente, uma das vantagens dessas excursões é que elas atravessam diversas paisagens e incluem visitas a muitos lugares.

Ao chegar ao deserto, o normal é dar um passeio de camelo até chegar ao acampamento onde se passa a noite em uma haima (tenda berbere). Ao anoitecer, é comum participar de um jantar típico que pode incluir a participação de músicos. Acordar para ver o amanhecer entre as dunas é o ponto alto da viagem.

Depois de tomar o café da manhã, exceto em excursões mais longas onde se pode desfrutar um dia passeando pelo deserto, o mais comum é pegar o caminho de volta.

Como visitar o deserto? 

Como é necessário contar com um veículo 4x4 e a possibilidade de se desorientar no deserto é alta, o normal é contratar uma excursão saindo de Marrakech ou Ouarzazate